6 Comments
May 31, 2023Liked by Fabiane Guimarães

"Os temas nunca deveriam ser mais fortes que a história".

Adorei isso aqui.

Expand full comment

Texto primoroso este seu, Fabiane. Comecei amando Lost quando assisti há anos atrás. No entanto, já percebia deslizes como "mocinhos" lindos, brancos, leves e com voz de comando e o "restante" dos passageiros - mulheres, idosos, negros, orientais, etc perdidos em meio ao nada. Cheguei a comentar sobre algumas cenas misógenas e também certa xenofobia. Com o tempo, fui perdendo o interesse. Ainda bem, de temporada em temporada a coisa ia embolando, até acabar grotescamente como acabou. Mas você nesta news foi muito além de Lost, e foi isso que me encantou. No meu livro de contos Marias também abordo temas que nos tocam no dia a dia. Se é um discurso político ou não - e somos seres políticos - é porque somos impactadas por essas questões, que invariavelmente estão à nossa volta e permeiam nossas histórias. Para encerrar, quero te dizer que Como se fosse um monstro está na minha lista de leitura urgente. Abração.

Expand full comment
author

Obrigada pelo comentário, Vanessa! Espero que goste do Monstro. Bjs

Expand full comment
Jun 1, 2023Liked by Fabiane Guimarães

Eu revi lost na pandemia e continuo gostando muito da série, mesmo com todos os seus problemas. Fico feliz que hoje os podres das produções de Hollywood estejam vindo à tona e que a indústria esteja finalmente se diversificando porque outras pessoas que não os homens brancos consigam tocar suas produções sem a presença desses caras. Gostei do link que vc fez com a literatura contemporânea brasileira, debate importante. Deu mais vontade de ler outro livro seu. Beijo.

Expand full comment
author

Obrigada, querida! Achei que os dois temas se encaixavam bem...

Expand full comment

A Pós-graduanda. Uma história bizarra e tacanha.

“ Nunca o luxo e a miséria me pareceram tão insolentemente mesclados” A. Camus.

01/05/ 2045

Encontrado hoje numa unidade, de um antigo programa de habitação governamental; “Minha casa minha vida” No bairro de ..., zona oeste carioca. O corpo de uma jovem, junto ao corpo um diário de 368 pag. A proprietária do apartamento onde foi encontrado o corpo, havia recebido o apartamento de herança de seu avô, um aposentado professor universitário, que foi compulsoriamente afastado do cargo e posteriormente aposentado. Sem ter tido muito contacto com seu avô, durante sua infância. A jovem recém-casada e gravida de sete meses, havia dado início, as obras no imóvel, para lá morar, assim que parteja-se. Não se tem noticias da identidade do corpo encontrado além do sexo e os pertences encontrados juntos ao mesmo. Mais noticias aguardando informações ... Esse é o início de algo. A inspiração veio de newslaters . pretendo fazer uso desses anos no banco universitário . deste trecho vieram outros . Não sei qual caminho ira seguir , menos ainda se haverá...

Expand full comment